Escrever, um desafio à vista

Escrever, mais do que o mero preenchimento de linhas em torno de algum assunto, deve ser resultado da tessitura de suas ideias, de forma simples, clara e lógica, de modo a permitir o fácil entendimento do seu recado por um leitor mediano, de preferência logo após a primeira leitura.

As redações de vestibulares, concursos e exames têm assumido feição toda própria e já caracterizam um tipo particular de texto, pois na maioria das vezes não passam de 30 linhas.

Por esse motivo, você deve primar pela concisão (linguagem “enxuta”) para apresentar e desenvolver o maior número possível de ideias em curto espaço geográfico.

A conclusão a que se chega é que, além de estar muito bem informado(a), o(a) candidato(a) deve possuir não apenas linguagem desenvolta e escorreita, mas concisa.

É preciso que você se disponha a treinar, treinar e treinar a produção textual durante a fase de preparação.

Dessa forma, os sucessivos treinamentos, passo a passo, estarão assegurando o condicionamento tão necessário a deixá-lo(a) confiante na obtenção dos resultados esperados.

Não há razões para temer a questão de redação. Basta preparar-se para esse enfrentamento como quem esteja diante de uma dificuldade a ser vencida (que não é somente sua!).

Acredite em si próprio(a), desenvolva bons hábitos de leitura e de estudos regulares e persevere na busca de seus objetivos de vida.

Se desejar aprofundar os estudos, adquira os nossos dois livros,  já campeões de venda na Amazon: REDAÇÃO PARA VESTIBULARES, CONCURSOS E ENEM e DISSERTAÇÃO NOTA MIL.

Bons estudos!

Por que dissertar bem?

Dominar as estruturas dissertativas é sinal de inteligência, uma vez que têm sido as mais solicitadas em concursos, vestibulares e exames da atualidade.

Escrever bem é o resultado de um processo que exige rotina de leiturasdedicação aos estudos e determinação.

É uma questão de zelo pessoal, pois quem não gosta de obter sucesso em trabalhos que exijam o nível culto de manifestação do pensamento?

Ainda mais, a proficiência linguística, você bem sabe disso, tem sido determinante ao sucesso profissional nas mais diversas áreas de trabalho, no exercício de funções em todos os níveis, das mais simples às mais categorizadas.

Tem sido útil, em última instância, a quem deseje ver garantidos os seus direitos pessoais no exercício da cidadania.

Os nossos livros DISSERTAÇÃO NOTA MIL e REDAÇÃO PARA VESTIBULARES, CONCURSOS E ENEM (disponíveis na Amazon) poderão servir-lhe de valiosos suportes ao estudo e à aquisição de desenvoltura linguística.

Boa leitura!

Não há texto sem entrelaçamento de ideias e opiniões

A palavra texto vem de textus, particípio passado de texere, que significa tecer, entrelaçar fios.

Você precisa dimensionar com exatidão o produto que lhe será pedido: um entrelaçamento de parágrafos que tratem em até 30 linhas de um mesmo assunto em contexto lógico e coerente.

Para chegar ao texto, é preciso aliar às ideias e opiniões formadas sobre a questão tratada no enunciado um bom acervo de palavras (vocabulário) e a aplicação de técnicas de redação que lhe permitam sustentar a  linha de pensamento e argumentação.

Para guardar: texto = ideias + linguagem adequada + linha de pensamento e argumentação lógica

Do contrário, a sua redação não passará de um amontoado de ideias desconexas em parágrafos que não se articularão e não sustentarão a linha de penamento e argumentação.

O nosso livro DISSERTAÇÃO NOTA MIL (disponível na Amazon) aprofunda o estudo.

Boa leitura!

Tópico frasal por meio de uma generalização

Você já sabe: em textos de vestibulares, concursos e Enem, o Tópico Frasal do parágrafo, em nome da clareza, deve estar logo no início do fragmento.

Aposte também na simplicidade e precisão da linguagem.

Cuidado: avalie bem se o assunto permite uma generalização!

Exemplo:

Privar o homem da própria justiça é a maior das injustiças que se pode cometer (tópico frasal). Hoje em dia nem todos os cidadãos têm livre acesso à assistência judiciária, embora a Carta Magna lhes assegure esse direito. (desenvolvimento) Diante disso, é preciso que a população esteja muito bem informada a respeito das suas garantias. (conclusão)

O nosso livro REDAÇÃO PARA VESTIBULARES, CONCURSOS E ENEM aprofunda o assunto.

Bons estudos!

Deu branco na dissertação? E agora?

Você até estudou para a prova, mas situações adversas estão lhe dando a impressão de não saber nada, absolutamente nada, sobre o tema da Questão de Redação.

O que fazer nesses casos?

Entregar a folha em branco e estudar mais um ano até a próxima oportunidade?

Escrever o que vier à cabeça a fim de livrar-se dessa incômoda tarefa?

Absolutamente não!

Aqui vão algumas dicas para esses casos

  • mantenha a elegância e não comece a escrever imediatamente!
  • respire fundo, volte à calma.
  • concentre-se no tema da Questão!
  • releia os textos de apoio e os enunciados quantas vezes necessárias até você sentir-se seguro(a) das servidões do enunciado.
  • não permita que a mente divague: pense apenas no que estiver sendo pedido a você.
  • procure levantar ideias que sejam pertinentes, mesmo que você esteja com aquela sensação de vazio.
  • confie na sua criatividade!
  • sempre haverá o que escrever sobre qualquer assunto.
  • procure emitir uma opinião sobre o assunto da dissertação.
  • levante pelo menos dois argumentos que a sustentem.
  • busque definir o que se pede na Questão.
  • outro recurso interessante é localizar o tema no espaço (seria um assunto de repercussão  local, regional ou nacional?) e no tempo (o assunto diz respeito ao presente, ao passado ou ao futuro?).
  • considere também a fugacidade do assunto (seria crônico ou passageiro?)
  • se o assunto permitir, procure delimitá-lo (estaria restrito a alguma faixa etária ou algum segmento da sociedade?)

Pronto, você já saiu da origem!

Para aprofundar os seus estudos, adquira pela Amazon os e-books REDAÇÃO PARA VESTIBULARES, CONCURSO E ENEM e DISSERTAÇÃO NOTA MIL.

Para adquirir livros impressos, entre em contato conosco.

Boa leitura!