Dissertação baseada em provérbios ou frases de efeito

É possível que você seja solicitado(a) a produzir textos dissertativo-argumentativos de enunciados que apresentem um ou mais provérbios a serem interpretados para a depreensão do tema a ser desenvolvido em seu texto.

Pois bem, o que fazer nesses casos?

Primeiramente é bom recordar que provérbio é uma frase popular, baseada no senso comum, que nasce anonimamente da experiência de vida de um povo e retrata o cotidiano das pessoas nas mais diversas circunstâncias.

Exemplos de provérbios:Cachorro que late não morde” e “De grão em grão a galinha enche o papo.”

Dado um provérbio, você deve interpretá-lo e resumi-lo, se possível a uma única palavra, para chegar ao assunto ou a uma frase curta que lhe seja condizente já na forma de tese.

Exemplo: “Quem tudo quer tudo perde” pode ser resumido por “ganância” (assunto) e “A ambição desmedida é o prenúncio da perda.” (tese).

No desenvolvimento da redação, expanda a tese com os argumentos que possam sustentá-la, sempre avaliando o(s) princípio(s) de sabedoria em foco.

Procure tornar o texto o mais concreto possível a fim de fazê-lo compreensível para o leitor; para tal, use exemplos, narre fatos, estabeleça relações de implicação e empregue figuras que apliquem os valores sobre os quais você esteja dissertando.

Além dos provérbios, frases de efeito, quase sempre com conteúdo filosófico e moral, a exemplo de “Navegar é preciso, viver não é preciso” (Fernando Pessoa), devem merecer o mesmo tratamento, ou seja, inicialmente devem sintetizadas, entendidas e interpretadas para que você faça as suas introspecções e chegue à tese a ser desenvolvida, sempre com a preocupação de aproximar o texto do mundo real de um suposto leitor universal.

Exemplos de teses oriundas de provérbios e frases de efeito

Provérbios e frases de efeito

Teses depreendidas

Santo de casa não faz milagre. Pouco valor se dá às pessoas com as quais se convive.
Errar é humano. O homem está sujeito a cometer erros.
Nem só de pão vive o homem. O homem precisa cultuar também valores espirituais.
Nem tudo que reluz é ouro. As aparências são enganosas.
Escreve as injúrias na areia e grava os benefícios no mármore. Devemos esquecer as ofensas e lembrar os benefícios que recebemos dos outros.
Não existe alguém tão ignorante que não nos possa ensinar algo. Todas as pessoas têm algo a nos ensinar.
Faça o bem sem olhar a quem. O bem deve ser praticado indistintamente.
A solidão é oficina de ideias. Estar só estimula a reflexão e o pulsar de ideias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s