Opine, você não é um jarro de flores!

Ter opinião própria firmada sobre qualquer assunto é a semente de todo texto dissertativo-argumentativo.

Crie, assim, o hábito de tomar posicionamentos sobre possíveis temas de questões de redação.

Ainda mais, busque argumentos precisos e coerentemente articulados que possam sustentar a sua opinião (tese).

Por exemplo, o que você pensa sobre a obrigatoriedade do voto a maiores de 18 anos no Brasil?

Você é favorável ou desfavorável? Pelo sim ou pelo não, pense bem e posicione-se.

Agora levante pelo menos dois argumentos para textos de até 30 linhas, duas ou mais ideias-força que irão sustentar a  tese.

Parabéns, o primeiro parágrafo já está prestes a ficar pronto.

Siga a seguinte estrutura: tese (opinião) +  argumentos 1 e 2 (na ordem crescente de importância!) + objetivos(s) do texto + plano de curso.

Exemplo:

Obrigar os eleitores brasileiros a comparecer às urnas em períodos eletivos não condiz com o estado democrático, pois trata-se de arbítrio injustificável do poder público e, o que é mais grave, de convite à formação de currais eleitorais. Comprovar essa tese é o objetivo deste trabalho.

No prosseguimento do texto, retome os argumentos, na mesma ordem segundo a qual tenham sido apresentados no primeiro parágrafo, desta vez na forma de teses, e expanda-os em parágrafos mediais.

Na conclusão, reafirme a tese do texto, apresente possíveis soluções ao problema da questão (se houver) e emita um parecer final.

Agora é treinar, treinar e…treinar a produção textual!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s