O que se espera de você na Competência 2 do Enem

A compreensão da proposta de redação é o nascedouro do seu texto.

Para isso, faça atenta leitura e as necessárias releituras da coletânea e do enunciado antes de começar a pensar no planejamento do texto.

Não se esqueça de que o texto deverá ser dissertativo-argumentativo em prosa, o que significa dizer que você deve demonstrar conhecer a estrutura de textos conforme o pedido da questão, tudo consoante você já aprendeu neste capítulo.

Procure abordar o tema em profundidade. Um texto raso em conteúdo, que apenas tangencie o tema, seguramente não receberá boa nota nessa competência.

A argumentação deve ser consistente, começando por uma introdução que sirva de apresentação do seu posicionamento crítico e dos argumentos que sejam desenvolvidos a seguir, preferencialmente na ordem crescente de importância. Finalmente, na conclusão, não deixe de confirmar a tese do texto e de oferecer propostas de intervenção que possam servir de soluções para a questão tratada.

Valha-se não apenas da coletânea, mas também do seu conhecimento de mundo, das suas experiências já adquiridas com a leitura de livros, viagens, pesquisas e interações pessoais.

Siga, ainda mais, as seguintes recomendações:

  • leia com atenção a proposta da redação e os textos motivadores, para compreender bem o que esteja sendo solicitado.
  • evite ficar preso(a) às ideias desenvolvidas nos textos motivadores, porque são apresentados apenas para despertar uma reflexão sobre o tema e não para limitar sua criatividade.
  • não copie trechos dos textos motivadores. Lembre-se de que eles são apresentados apenas para despertar os seus conhecimentos sobre o tema.
  • reflita sobre o tema proposto para decidir como abordá-lo, tome um posicionamento crítico e levante argumentos que possam defendê-lo.
  • reúna todas as ideias que lhe ocorrerem sobre o tema, procurando organizá-las em uma estrutura coerente para usá-las no desenvolvimento do seu texto.
  • desenvolva o tema de forma consistente, de modo que o leitor possa acompanhar o seu raciocínio facilmente, o que significa que a progressão textual seja fluente e articulada com o projeto do texto.
  • lembre-se de que cada parágrafo deve desenvolver um tópico frasal, ou seja, você deverá estabelecer a correspondência de um parágrafo para cada argumento selecionado.
  • examine, com atenção, a introdução e a conclusão para ver se há coerência entre o início e o fim do texto.
  • utilize informações de várias áreas do conhecimento, demonstrando que você está atualizado em relação ao que acontece no mundo.
  • evite recorrer a reflexões previsíveis, que demonstrem pouca originalidade no desenvolvimento do tema proposto.
  • mantenha-se dentro dos limites do tema proposto, tomando cuidado para não se afastar do seu foco. Esse é um dos principais problemas identificados nas redações. Nesse caso, duas situações podem ocorrer: fuga total ou parcial do tema proposto.

Bons estudos!

O que se espera de você na Competência 1 do Enem

Espera-se que você seja capaz de demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.

Para tal, aplique as regras básicas da gramática normativa.

Pontos que você não pode deixar de observar:

  • ortografia.
  • emprego dos sinais gráficos de acentuação (atenção especial ao acento grave nos casos de crase) e de pontuação, especialmente da vírgula.
  • observância das concordâncias e regências verbais e nominais.
  • divisões silábicas em casos de translineações.
  • uso de linguagem formal (ausência de oralidade, do uso de gírias e demais informalidades).
  • emprego de vocabulário variado, claro, objetivo e preciso.

Um conselho: não deixe de treinar, treinar e …treinar a produção textual!

Cuidado: não use “atentamente” no lugar de “atenciosamente”!

São duas palavras muito parecidas, mas com significados bem distintos.

Veja como melhor empregá-las:

– use “atentamente” no sentido de  estar atento, vigilante a alguma recomendação, regra ou atividade.

Exemplo: O jogador ouviu atentamente as orientações do técnico.

– empregue “atenciosamente” no sentido de alguém ser atencioso(a), educado(a) ou prestativo(a) com outra pessoa.

Exemplo: A enfermeira respondeu atenciosamente às perguntas da paciente.

Olho vivo!

Você sabe empregar os pronomes demonstrativos?

Talvez seja uma das maiores dificuldades da língua portuguesa o emprego dos pronomes demonstrativos.

Conhecê-los é fácil, pois não são muitos, mas usá-los adequadamente no discurso culto nem sempre é fácil.

A dificuldade maior está no emprego de este, esta, istoesse, essa, issoaquele, aquela, aquilo.

Vamos tentar esclarecer de uma vez por todas:

Quanto usar este(s), esta(s), isto:

  • no espaço: para indicar o que estiver perto de quem fala: Esta caneta é minha.
  • no texto: para indicar o que será enunciado: As principais causas da evasão escolar são estas: abandono de lar, envolvimento com as drogas e falta de perspectivas.
  • na linha do tempo: para indicar tempo presente em relação ao momento da fala: Nesta semana irei à praia.

Quando usar esse(s), essa(s), isso:

  • no espaço: para indicar o que estiver perto de quem ouve: Essa caneta aí é sua?
  • no texto: para indicar o que já foi enunciado: O presidente foi muito claro na apresentação das medidas governamentais. Iniciativas como essas são sempre muito bem apreciadas.
  • na linha do tempo: para indicar tempo próximo anterior ou posterior em relação ao momento da fala: Nesse último sábado, encontrei o meu melhor amigo.

Quando usar aquele(s), aquela(s), aquilo:

  • no espaço: para indicar o que estiver longe de quem fala e ouve: Aqueles meninos lá na piscina estão se excedendo.
  • no texto: para indicar enunciados distantes (para textos mais longos, o que normalmente não é o caso em vestibulares, concursos e exames): Aquele exemplo da introdução confirmou a nossa tese.
  • na linha do tempo: para indicar um tempo remoto, bem anterior ao momento da fala: O velho professor lembrou-se daquele tempo em que ter computador em casa era raridade.

Agora é com você!

Posso escrever “a nível de”?

Não escreva nem fale “a nível de”, pois é modismo descabido.

Você pode usar, sim, “ao nível de” no sentido de “à mesma altura”, “no mesmo patamar”.

Exemplos: Fortaleza está ao nível do mar. / O time está ao nível dos melhores do mundo.

Ainda  é possível “em nível de” para indicar nível funcional ou hierárquico.

Exemplos: A reunião será em nível de diretoria. / O problema será resolvido em nível estadual.

Adquira os nossos livros Redação para Vestibulares, Concursos e Enem e Dissertação Nota Mil para aprofundar  o estudo das principais dificuldades da língua portuguesa.

Boa leitura!

 

 

Quando usar “aparte”, “à parte” e “a parte”.

Tome bastante cuidado com a ortografia! Observe bem os casos que seguem:

  • Use aparte como substantivo masculino, significando interrupção, observação, comentário.

Exemplo: O deputado concedeu ao colega um aparte ao seu pronunciamento.

  • Prefira à parte no sentido de  em separado, anexo.

Exemplo: As provas materiais do inquérito seguem à parte. 

  • A parte nada mais é do que o artigo feminino “a” + o substantivo “parte”, no sentido de fração de um todo.

Exemplo: A parte que me cabe é a mais difícil da encenação.

Uma perguntinha incômoda: – E você, já escreveu o seu texto de treinamento nesta semana?

Lembre-se de que os treinamentos à exaustão das produções textuais são essenciais  à desenvoltura da LINGUAGEM e à fixação das NORMAS GRAMATICAIS.

Portanto, mãos à obra!

 

 

Quando usar “acerca de”, “a cerca de”, “há cerca de” e “cerca de”.

Esteja atento(a) à ortografia, pois qualquer descuido poderá ser-lhe prejudicial.

Veja a melhor redação para cada caso que segue:

  • “Acerca de” equivale a sobre, a respeito de.

Exemplo: O novo prefeito discursou acerca de seus planos.

  • “A cerca de” anuncia uma distância aproximada ou tempo futuro não muito exato.

Exemplos: O shopping fica a cerca de duas quadras da minha casa. / Estamos a cerca de três meses de nossa viagem à Europa.

  • “Há cerca de”  pode indicar tempo passado aproximado ou noção quantitativa não muito precisa.

Exemplos: Há cerca de um mês, senti os primeiros sintomas. / Há cerca de 20 mil litros de água neste reservatório.

  • “Cerca de” diz respeito a quantidades aproximadas.

Exemplo: Cerca de vinte alunos chegaram atrasados ao concerto.

Convite: adquira os nossos livros DISSERTAÇÃO NOTA MIL e REDAÇÃO PARA VESTIBULARES, CONCURSOS E ENEM para dirimir todas as dúvidas!

Bons estudos!

Dissertação Nota Mil, é possível sim!

Especialmente concebido para você, concurseiro(a), vestibulando(a) ou estudante do Ensino Médio, aqui está o livro Dissertação Nota Mil, em 302 páginas de conteúdos, exercícios e propostas de redação.digitalizar0001

Esperamos, dessa forma, contribuir para a otimização da sua desenvoltura linguística e habilitá-lo(a) ao sucesso em provas de seleção.

Diferentemente da leitura de um romance, esta obra deve ser consumida aos poucos, capítulo por capítulo, em pelo menos quatro meses de preparação, a fim de que os embasamentos teóricos sejam perfeitamente assimilados com a realização dos exercícios e das práticas textuais sugeridas.

Importantíssimo será treinar à exaustão a produção textual (sugerimos duas vezes por semana para textos de até 30 linhas).

Não se esqueça de entregar os seus textos para correção de quem entenda do assunto.

Se desejar, contrate os nossos serviços de correção: você produz o texto, digitaliza-o e remete-o para nós.

Em curto prazo, restituímos o texto corrigido e comentado.

E tem mais: a cada redação enviada, você terá direito a 10min de skype para os comentários adicionais do professor.

Aposte nisto: a Redação Mil espera por você!!!

Boa leitura!

 

 

Cultive bons hábitos para prevenir-se do estresse

O esgotamento físico tem levado muitos candidatos a não completar o programa de estudos planejado ao início de cada ano.

Sendo assim, busque orientação de profissionais de educação física que possam acompanhá-lo(a) na manutenção do melhor condicionamento durante a caminhada (ou corrida?) para a consecução das metas de estudo.

Atenção: a regularidade na execução dos esforços físicos produz melhores efeitos do que eventuais picos intensos de treinamento.

Evite os excessos, não queira tornar-se superatleta de uma hora para outra.

Paralelamente, procure ter bons hábitos alimentares.

Não significa comer muito, mas alimentar-se suficientemente bem, sem exageros, de tudo um pouco.

Buscar orientação de nutricionistas é sempre interessante.

Ainda mais: procure dormir bem, algo em torno de 8 horas diariamente.

Lembre-se de que você estará sujeito a desgastes de toda ordem durante a fase de preparação.

Cuide-se, pois, para resistir aos desânimos e superar as dificuldades com desenvoltura.

Se desejar aprofundar os seus estudos, adquira os nossos livros  Redação para Vestibulares, Concursos e Enem e Dissertação Nota Mil.

Em Fortaleza, como livros impressos, você poderá encontrá-los nos Shoppings Aldeota (livraria Acadêmica) e Avenida (loja HBM).

A propósito, você já malhou hoje?

Xô, preguiçosos de plantão!

Você já pensou em formar um grupo de estudos?

Os amigos mais chegados podem constituir um excelente time para discutir  temas da atualidade e possíveis assuntos de prova.

Três ou quatro deles é o número máximo desejável.

Importante: não convide preguiçosos de plantão, por mais amigos possam ser!

Todos os componentes do grupo  deverão estar dispostos a renunciar parte do lazer em benefício do estudo e a despender muitas energias em nome do sucesso na prova de interesse comum.

Dê um toque de profissionalismo às reuniões:

  • estabeleça a regra do celular desligado ou em modo silencioso durante todo o tempo em que vocês estiverem reunidos;
  • programe reuniões periódicas conforme a disponibilidade de todos (semanais, quinzenais ou mensais);
  • eleja as pautas de assuntos a serem discutidos ou as atividades a serem desenvolvidas em cada encontro;
  • agende simulados por conta própria e discuta com os demais a sua resolução;
  • seja rigoroso na observância dos dias e horários das reuniões;
  • durante os trabalhos em grupo, evite brincadeiras ou conversas sobre assuntos que estejam fora da pauta;
  • quando houver a necessidade de expor algum conteúdo, um dos componentes do grupo poderá ficar responsável por apresentá-lo aos demais.
  • terminados os trabalhos, saiam para comer uma pizza, pois ninguém é de ferro!