Uma boa dica: escreva com naturalidade

Há candidatos que, infelizmente, tentam rebuscar a linguagem do texto na intenção de impressionar a banca examinadora.

Com isso, acabam produzindo verdadeiras aberrações literárias, desconectadas do mundo real e de difícil compreensão.

princípio do realismo, mesmo que o texto esteja tratando de subjetividades, não deve ser esquecido em textos argumentativos.

Veja bem: a argumentação fica fortemente prejudicada quando há falta de exemplos adequados e ausência de informações e dados que possam facilitar o entendimento do leitor.

Sugestão: mesmo que o assunto da questão requeira introspecções de sua parte, evite a linguagem rebuscada, imprecisa, emotiva ou excessivamente figurativa.

Contrate os nossos serviços de correção de textos e seja avaliado por quem entende do assunto.

Bons estudos!

A tese deve ser a mais clara possível

Procure apresentar a tese (ideia-força) do seu texto dissertativo-argumentativo de forma clara, muito bem definida e inconfundível.

Dê preferência à ordem direta de apresentação dos termos da oração, sem intercalações e desembaraçada de informações que possam obscurecê-la. 

No exemplo do parágrafo abaixo, observe a falta de clareza quanto à apresentação da ideia-força do fragmento.

Veja que, antes da apresentação da tese (grifada), foram tratadas em cascata outras questões paralelas que desfocaram o parágrafo do seu objetivo.

Mau exemplo:

Ainda tem sido comum em nosso país o voto de cabresto, entendido como o controle do poder político por meio da compra de votos, principalmente no seio da população menos esclarecida e com menor poder aquisitivo, ou seja, mais carente de educação, trabalho e renda, refém de problemas que precisam ser urgentemente solucionados pelos governos em todas as esferas de responsabilidade, o que somente poderá ser resolvido se houver vontade política de nossos homens públicos, os quais, salvo raríssimas exceções, estão mais preocupados com as vantagens pessoais que o poder lhes confere do que com a prestação de serviços às comunidades que os elegem. Faz-se urgente uma reforma política que viabilize a moralização dos processos eletivos no Brasil

Bom exemplo (corrigindo o parágrafo anterior):

Faz-se urgente reforma política que viabilize a moralização dos processos eletivos no Brasil (tese) como forma de combate à submissão do poder político ao financeiro.

Agora é com você: seja claro e posicione a tese nas primeiras linhas do texto dissertativo-argumentativo de até 30 linhas!

Treinar, treinar e…treinar é o segredo do sucesso!

Se desejar, contrate os nossos serviços de correção de textos.

Bom trabalho!

Use o bisturi em seu texto

Esteja atento à linguagem formal inerente aos textos dissertativos.

Fuja das frases feitas (modismos, clichês) e dos pleonasmos (redundâncias ou tautologias) aos quais estamos sujeitos por contaminação da linguagem oral, principalmente em conversas informais, durante as quais poderemos ser tentados a utilizá-los como facilitadores da enunciação de nossas ideias, o que, dependendo do contexto, até certo ponto é aceitável.

Na produção do seu texto, entretanto, seja criterioso(a) e use o bisturi para eliminar clichês.

Reveja alguns dos clichês mais comuns em redações:

  • agarrar com unhas e dentes (substitua por “aproveitar as oportunidades”, “mostrar-se resoluto a…”);
  • cair com uma bomba (prefira “repercutir”, “alarmar”, “sobressaltar”, “surpreender”);
  • chegar a um denominador comum (troque por “concordar”, “consentir”, “convergir”);
  • colocar um ponto final (dê preferência a “finalizar”, “concluir”);
  • faca de dois gumes (opte por “temerário”, “arriscado”, “perigoso”, “imprevisível”).
  • dar o pontapé inicial (prefira “inaugurar”, “lançar”).
  • encerrar com chave de ouro (use “concluir com êxito”).

Elimine também expressões pleonásticas como a partir de agora, absoluta certeza, acabamento final, juntamente com, expressamente proibido, destaque excepcional, pequenos detalhes, vereador da cidade, outra alternativa, conviver junto, multidão de pessoas, compartilhar conosco, passatempo passageiro, breve alocução, rara exceção,  abusar demais, exultar de alegria.

Agora é com você!

Seja criterioso, use o bisturi se necessário!

A tese deve ser concisa e precisa

Tese nada mais é do que a sua opinião sobre determinado assunto.

Por exemplo, quando você afirma que “viajar amplia a nossa visão de mundo”, já emitiu uma tese a respeito do assunto “benefícios de uma viagem”.

Antes de escrever a tese do seu texto dissertativo-argumentativo, pense na melhor maneira de explicitá-la.

É sempre bom realçar que a tese é o nascedouro do seu texto argumentativo, sem a qual não haverá o que possa ser defendido.

Por isso, seja conciso e preciso ao enunciá-la.

Se você achar por bem oferecer ao leitor alguma contextualização antes da apresentação da tese, seja comedido, pois contextualizações muito longas poderão abafar o seu posicionamento sobre determinado assunto e tirar a força da argumentação.

Por exemplo, se solicitado(a) a dissertar sobre os malefícios do fumo, não há razão para tergiversar em torno do que possa ser dito concisa e precisamente: Fumar é prejudicial à saúde.

Exemplo de parágrafo dissertativo-argumentativo:

Fumar é prejudicial à saúde, (apresentação da tese) tendo em vista que (conector) desencadeia dependência física e psíquica à ingestão da fumaça do tabaco e predispõe os fumantes a padecer de cânceres, sofrer infartos e a desenvolver enfisemas pulmonares. (apresentação dos argumentos de sustentação da tese). Diante disso, principalmente os jovens devem ser orientados a respeito dos riscos a que poderão se expor. (conclusão do parágrafo)

Agora é com você! Não deixe de treinar!

Se desejar, contrate os nossos serviços de correção de texto.

 

Use termos de transição entre períodos e parágrafos

Os jatos de ideias de um texto argumentativo de até 30 linhas, como o que você terá de produzir em ambiente de prova, precisam estar muito bem sequenciados.

A fragmentação da linha de pensamento e da linguagem  poderá comprometer a clareza do posicionamento que você queira defender e até mesmo tornar o texto incoerente ou ininteligível.

Portanto, dê especial atenção a expressões que possam funcionar como operadores de sequenciação, tais como os termos de transição abaixo:

Para introduzir ideia de…

Exemplos de operadores de sequenciação

…afirmação certamente, indubitavelmente, irrefutavelmente, de fato, por certo, seguramente, inquestionavelmente.
…conclusão em suma, em resumo, em síntese, logo, infere-se.
…consequência consequentemente, com efeito, assim, dessa forma, por conseguinte.
…dúvida talvez, provavelmente, quiçá, é provável que.
…ênfase até mesmo, no mínimo, no máximo.
…exclusão exceto, salvo, senão, a não ser.
…explicação a saber, ou seja, isto é, por exemplo, a exemplo de, a saber, haja vista que, na medida em que.
…frequência amiúde, frequentemente, repetidamente, com frequência, com regularidade.
…inclusão inclusive, também, mesmo, até, até mesmo.
…oposição pelo contrário, em oposição a, ao contrário de.
…prioridade prioritariamente, antes de tudo, acima de tudo, mormente, primeiramente, em primeiro lugar.
…restrição só, unicamente, somente, apenas.
…retificação aliás, ou melhor, ou seja.
…tempo antes, anteriormente, depois, posteriormente, a seguir, no prosseguimento, antecipadamente.

Puxe pela memória!

Candidato seguro é aquele que está bem preparado, não apenas intelectual, mas psicologicamente também.

Um alerta: ninguém está livre de, apesar de  conhecer o assunto sobre o qual a questão de redação esteja relacionada, sentir dificuldade antes de escrever as primeiras linhas da Introdução.

Isso pode ser consequência de diversos fatores, dentre os quais a insegurança, o excesso de ansiedade e a tensão diante do pouco tempo disponível para a produção textual em ambiente de prova.

Pois bem, o que fazer então?

A primeira atitude recomendada  é manter a elegância e não começar a escrever imediatamente!

Respire fundo, dê um tempo para voltar à calma.

A seguir, concentre-se no tema!

Releia os textos de apoio e os enunciados  até sentir-se seguro(a) do que se está pedindo a você.

Não permita que a mente divague. 

Pense apenas no pedido da proposta e no como abordar a questão.

Lembre-se de que a banca de correção não estará esperando um tratado sobre este ou aquele assunto; basta, portanto, em casos de dissertação, que você tenha uma ideia formada sobre o que escrever (tese) e argumentos (na maioria das vezes dois já é o suficiente) que possam sustentá-la.

Procure levantar o que você sabe a respeito do assunto da questão de redação.

Lembre-se de que, hoje em dia, de uma forma ou de outra, todos temos sido informados pelos meios de comunicação sobre o que se passa mundo afora, mesmo que superficialmente.

Portanto, pensar que não se sabe nada, absolutamente nada a respeito de determinado assunto, é não querer puxar pela memória!

Treinar, treinar e treinar a produção textual é o segredo para ganhar desenvoltura e deixar de temer as questões de redação.

Agora é com você!

 

Como planejar e produzir um texto em pouco tempo

Se o tempo disponível de prova não lhe permitir um planejamento bem detalhado, a solução será adotar um expediente rápido e confiável para produzir o texto em até 1h (se muito!).

Inicialmente, procure visualizar os tópicos norteadores do futuro texto.

Se der tempo de escrevê-los no rascunho, muito bem; do contrário, faça apenas um rápido exercício mental, procurando passar pelos seguintes pontos:

  1. Assunto.
  2. Delimitação do assunto.
  3. Objetivo(s) do trabalho.n
  4. Tese (a sua opinião sobre o assunto).
  5. Levantamento de argumentos (sustentação da tese: pelo menos dois para textos de até 30 linhas).
  6. Soluções/sugestões ao(s) problema(s) tratado(s) no texto.
  7. Redação da introdução: breve contextualização (se for o caso) + tese + argumentos (na ordem crescente de importância) + plano de curso (se for o caso) + objetivo(s) do trabalho (se for o caso).
  8. Redação dos parágrafos de desenvolvimento (já na folha oficial): retomada dos argumentos na forma de tópicos frasais de seus respectivos parágrafos + expansão + conclusão parcial (se for o caso).
  9. Redação da conclusão: expressão inicial (se for o caso) + reafirmação da tese do texto + soluções/sugestões (se for o caso) + apreciação final.

Escreva no rascunho somente o primeiro parágrafo, ou seja, a introdução do texto.

Agora é treinar, treinar e treinar, pois somente assim ganhará condicionamento para, em curto espaço de tempo, reagir diante da proposta de trabalho.

Quais os passos para planejar um texto dissertativo?

É muito importante observar que esta fase somente tem início depois da leitura, análise e interpretação do enunciado:

1º passo – Tempestade cerebral: é o levantamento de ideias. É simples: no rascunho, escreva tudo o que lhe vier à cabeça em resposta à proposta de redação, mesmo que certas ideias aparentemente possam lhe parecer absurdas.

São apenas ligeiros apontamentos.

Não é hora de caprichar na letra nem de expandir as ideias em períodos e parágrafos; apenas, de escrevê-las, à medida que forem surgindo.

2º passo – Seleção das ideias: agora você vai agir como um técnico de futebol, pois escolherá as melhores ideias para compor o seu time.

Selecione, então, as que, a seu juízo, sejam as melhores; risque as demais.

3º passo – Organização das ideias: muito bem, você já selecionou as ideias mais importantes; a seguir, grupe-as e organize-as já como núcleos dos parágrafos a serem reproduzidos (a cada ideia forte deverá corresponder um parágrafo); já comece a pensar na articulação dessas ideias, estabelecendo possíveis relações de implicação entre si.

4º passo – Ordenação das ideias: o seu texto, neste passo, começará a ser alinhavado.

Para isso, ordene as ideias aproveitadas, numa sequência que lhe pareça a mais lógica para responder ao pedido da questão, conforme o tipo textual pedido.

Planeje cada parágrafo sendo sustentado por uma ideia principal e outras tantas secundárias.

Evite desenvolver em um mesmo parágrafo mais de uma ideia forte; também evite fragmentar uma mesma ideia importante em mais de um parágrafo.

5º passo – Expansão das ideias: ainda no rascunho, comece a redigir a primeira versão dos seus parágrafos (se o tempo não permitir rascunhar todo o texto, sugerimos redigir pelo menos o primeiro parágrafo apenas para “quebrar o gelo”).

6º passo – Escolha do título: se não houver no enunciado da questão dispensa do seu uso, é preferível usá-lo bem no centro da primeira linha; as escolas militares costumam valorizá-lo; já o Enem deixa a seu critério usá-lo ou não.

Você pode usar letras maiúsculas para todas as palavras, exceto os conectores, ou apenas para a primeira palavra, desde que as demais não sejam nomes próprios.

O ponto final após o título é facultativo.

Não há necessidade de deixar uma linha em branco abaixo do título.

7º passo – Transposição: é a hora de você passar o texto para a folha oficial de redação.

Muita atenção, para que não sejam omitidas (nem repetidas!) palavras ou expressões.

Passe a limpo o seu texto. Cuidado com a letra, pois é o momento da redação definitiva. Dê preferência à letra cursiva.

8º passo: Revisão final: deixe pelo menos dez minutos para reler o texto e observar possíveis deslizes, tais como um acento que tenha sido esquecido, alguma vírgula que mereça ser usada, enfim, é o passo do retoque final — tão importante quanto os demais.

Se você adotar esses passos como rotina sempre que estiver diante de uma produção textual, as chances de melhorar o seu desempenho serão grandes.

Você conhece a estrutura do texto dissertativo-argumentativo padrão?

Conhecer a estrutura básica de um texto dissertativo-argumentativo de até 30 linhas é fundamental à emissão de uma tese (opinião sobre determinado assunto) e a sua defesa ao longo da composição.

Observe o que se espera do seu texto dissertativo quanto ao aspecto estrutural:

  • Introdução [tese do texto + apresentação dos argumentos (na ordem crescente de importância) + plano de curso (se for o caso) + objetivo(s) do texto (se for o caso)].

Exemplo: A prática regular de esportes é benéfica a pessoas de quaisquer idades (tese do texto), porque (sinal de pontuação + conector) contribui para a socialização (apresentação do 1º argumento) e, acima de tudo, (sinais de pontuação + conectores de adição e ênfase) faz bem à saúde (apresentação do 2º argumento). Comprovar essa tese nos parágrafos subsequentes é o foco deste trabalho. (plano de curso + objetivo do texto)

  • Nos parágrafos mediais, você deverá reapresentar os argumentos apresentados na Introdução e desenvolvê-los na forma de tópicos frasais (teses) dos seus respectivos parágrafos. Se necessário, emita uma conclusão parcial ao final de cada parágrafo.
  • Terminado o desenvolvimento, você chega à Conclusão, a qual deverá reafirmar a tese do texto, oferecer possíveis soluções/sugestões à situação-problema da questão (se for o caso) e apresentar uma apreciação final (fechamento do texto).

Exemplo:  Diante disso (expressão inicial, facultativa), confirma-se que praticar esportes regularmente é muito positivo a toda pessoa (reafirmação da tese do texto), com ganhos que não se restringem ao praticante, mas chegam a repercutir na segurança e no bem-estar de toda a sociedade. Assim, sugerem-se iniciativas como a construção de quadras poliesportivas, o lançamento de campanhas de incentivo ao esporte e o patrocínio de atletas diferenciados que possam servir de exemplos aos mais jovens. (sugestões ou soluções a determinada situação-problema) Assim, mais do que mero entretenimento, a prática desportiva assume relevância na prevenção e no enfrentamento de problemas sociais e sanitários do Brasil. (apreciação final)

  • Escolher um título interessante (em alguns exames, vestibulares e concursos é facultativo) é o último passo. Uma boa dica é retirá-lo do último parágrafo.

Não deixe de treinar, treinar e…treinar!

Texto coeso é texto contundente

Interligar adequadamente ideias de um texto é desafio que pode ser vencido com o preciso e justo uso de partículas de transição, sinais de pontuação e palavras de referência. 

Assim acontecendo, a coesão estará assegurada.

A linha de pensamento de uma argumentação torna-se eficaz (ou seja, produz resultados) quando não há rupturas (fragmentação) entre as partes do todo e os enunciados se somam e se completam harmoniosamente da Introdução à Conclusão. É o que se espera do seu texto.

Observe a contribuição de cada elemento coesivo grifado no parágrafo que segue:

Baixar a maioridade penal para os 16 anos é uma medida que (pronome relativo que retoma a palavra “medida” e dispensa a sua repetição), apesar de (conector concessivo) parecer simpática à população em geral, (as duas vírgulas sinalizam a intercalação) não resolverá o problema da violência urbana, uma vez que (conector explicativo) essa questão  (o pronome demonstrativo, seguido da palavra “questão”, evita a repetição de “Baixar a maioridade penal para os 16 anos”) é muito mais abrangente do que se pensa. Faz-se necessário, acima de tudo (conector de ênfase),destinar mais atenção à educação de base e fundamental além de (conector aditivo) oferecer mais escolas profissionalizantes em nível médio para (conector final) combater a evasão escolar e (conector aditivo) criar oportunidades ao primeiro emprego. (o ponto final contribui para o destaque à enunciação da frase de efeito do fechamento do parágrafo) O Brasil precisa de mais técnicos e menos desocupados. (apreciação final)

Agora é treinar, treinar e … treinar!