Categoria: Concursos

Pense em soluções à situação-problema

Em textos dissertativo-argumentativos que tratem de situações-problema, não deixe de oferecer ao leitor as possíveis soluções para o caso.

Na correção do Enem, por exemplo, elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos, constitui a Competência 5, cujo valor é de 200 pontos, ou seja, tem o peso de 1/5 da prova.

Vale a pena, pois, investir em soluções para garantir boa nota.

Verifique se elas estão relacionadas ao tema e articuladas à discussão desenvolvida no texto, são praticáveis e não ferem  o bom-senso.

Sugerimos fazer isso na conclusão do seu trabalho embora não haja nenhuma imposição nesse sentido.

Ainda no plano das sugestões, pense em pelo menos três soluções (ou sugestões, conforme o caso), pois, dessa forma, você estará se destacando no universo de candidatos.

Para aprofundar esse estudo, adquira o nosso e-book Dissertação Nota Mil em www.amazon.com.br.

Criativo(a) sim, mas nem tanto!

Ser criativo(a) é desejável na produção de textos a serem avaliados em concursos, vestibulares e no Enem, desde que dentro de certos limites.

Observe algumas dicas que poderão ser-lhe úteis:

  • Faça uso  de uma linguagem interessante (moderna, fluente, concisa e precisa).
  • Dê preferência à ordem direta de apresentação dos termos da oração (Sujeito, Predicado e Complementos).
  • Fuja dos lugares-comuns (clichês).
  • Fuja também dos neologismos (novas palavras ainda não assimiladas pelos dicionários).
  • Use com  moderação as figuras de linguagem (somente quando realmente necessárias).
  • Sempre que possível, evite os estrangeirismos. 
  • Ouça o texto antes de considerá-lo pronto, tudo para corrigir possíveis cacofonias, má pontuação, redundâncias ou repetições evitáveis.
  • Lembre-se de que criatividade sem limites dá em lambança!

Em nosso livro Redação para Vestibulares, Concursos e Enem (disponível em www.amazon.com.br) você pode aprofundar esse estudo.

Agora é com você!

 

 

Muita atenção ao pedido da Questão de Redação

É lamentável encontrar candidatos que até escrevem bem, mas que amargaram reprovação em concursos e vestibulares por terem ido mal na interpretação do pedido da Questão de Redação.

Observe algumas dicas para que esse dissabor não aconteça com você:

  • Concentre-se  e interprete a proposta com o máximo de atenção a todos os detalhes.
  • Grife os comandos do pedido (dê atenção especial aos verbos!).
  • Leia com muita atenção os textos de apoio .
  • Cuidado: se por um lado você não deve tornar-se refém da coletânea de textos de apoio, por outro, não a desconsidere.
  • Evite simplesmente copiar fragmentos dos textos que você leu! 
  • Valha-se das ideias, informações e ilustrações que lhe sejam fornecidas pela coletânea de textos de apoio somente como suporte à sua argumentação.
  • Não dispense o planejamento do texto nem a produção do rascunho (se o tempo não permitir, escreva pelo menos a introdução).
  • Durante o desenvolvimento do texto, seja fiel ao seu planejamento.
  • Uma dica final: durante a fase de preparação ao enfrentamento do seu exame de seleção, tenha por hábito resolver questões de Interpretação de Textos como treinamento.

Agora é com você!

Bons estudos!

 

Saiba de tudo um pouco

A você, candidato ao Enem, vestibulares e demais concursos de nível médio, fica o conselho: é preferível, por enquanto, ser generalista a especialista.  

Embora, como é natural, haja as suas predileções de leitura, lembre-se de que, neste nível de escolaridade em que você se encontra, mais vale saber um pouco de muito do que muito de pouco.

Portanto, não descarte a possibilidade de ler sobre assuntos que não sejam do seu interesse imediato. Leia de tudo um pouco!

Crie o hábito de ler revistas semanais e jornais além de  acompanhar o noticiário nacional pela televisão ou internet.

Assim você ficará razoavelmente bem informado dos assuntos da atualidade, sobre os quais poderá ser solicitado(a) a emitir um parecer pessoal em questões de redação.

A propósito, quais são as notícias de hoje?

Possíveis temas de Redação para 2017

Considere os temas abaixo como prováveis de aparecer em propostas de Redação de exames de seleção. Acrescente à lista outros que você julgar também oportunos para 2017:

Diálogo entre ciência e sociedade

A ciência realiza novas descobertas frequentemente, fato que possibilita melhorias e desenvolvimento de novas tecnologias. Entretanto, muitas vezes a sociedade não entende o método científico e muitas coisas são confrontadas com paradigmas culturais, morais ou religiosos. Para lidar com isso, é necessário haver comunicação entre o meio científico e a população.

Limites entre estética e saúde

Academia, dietas, cirurgias plásticas, anabolizantes etc. É grande a busca pelo corpo perfeito caracterizado por um padrão de beleza. Mas até que ponto a estética coincide com hábitos saudáveis? Conhecem-se muitas doenças causadas por insatisfação corporal como anorexia, bulimia, depressão, compulsão alimentar e obesidade, além de consequências no convívio social como discriminação e baixa autoestima.

Novos modelos de educação

Há muitos debates ocorrendo sobre as problemáticas do sistema tradicional de ensino e novos modelos de educação para o século XXI, tendo em pauta os métodos de avaliação, uso de tecnologias, interação professor-aluno, formação crítica e social etc. Um documentário que ajuda na discussão desse tema é o “Quando sinto que já sei”, que pode ser encontrado no Youtube.

Dificuldades da formação universitária

A formação universitária no Brasil encontra diversos obstáculos, como o financeiro (alto valor das mensalidades em faculdades privadas, custeio de transporte ou residência, materiais didáticos, alimentação), psicológico (escolha de curso, afastamento de familiares e amigos, aumento de responsabilidades, inserção no mercado de trabalho), entre outros. Ao mesmo tempo, o Estado tem criado políticas públicas de financiamento e admissão de grupos minoritários por meio de  cotas.

Conceito de família no século XXI

O projeto de Lei 6583 de 2013 criou o Estatuto da Família. Nesse texto, família é definida como união entre homem e mulher. A partir disso, muitas discussões têm sido feitas sobre o conceito de família atualmente, com o intuito de refletir sobre famílias formadas por mães ou pais solteiros, avós e tios, casais homossexuais, poligamia etc.

Justiça com as próprias mãos

Tema bastante polêmico. O combate à violência através da justiça com as próprias mãos é válido? Definições de justiça, casos de linchamentos, rebeldia com a ordem e segurança públicas são alguns pontos que abordam essa temática.

Obsolescência programada

Esse conceito significa a diminuição da vida útil de equipamentos com o intuito de incentivar a compra de novos produtos ou versões atualizadas. Rodeia esse tema a questão do consumismo exacerbado, dos resíduos eletrônicos, da responsabilidade e consciência social do consumidor.

Trânsito em grandes metrópoles

Grandes cidades têm tido cada vez mais problemas com o trânsito. Muitos pontos podem ser discutidos nessa temática como a preferência dos cidadãos por transporte público ou individual, poluição causada por muitos carros, poluição sonora (buzinas em congestionamento), via exclusiva para ônibus, ciclovias, tempo gasto diariamente entre trabalho e residência, atraso nos horários e superlotação em ônibus, trens e metrôs, greves dos funcionários de transportes públicos, preços das passagens, catraca livre.

Voluntariado e transformações sociais

O trabalho voluntário no Brasil tem passado por uma transformação. Não se pensa mais no voluntariado como assistencial (doação de roupas, alimentos e agasalhos, por exemplo), mas como uma tentativa de mudança social, através de medidas inclusivas e de impacto. Outro ponto a ser considerado é a valorização que as empresas fazem de candidatos e funcionários que realizam trabalhos voluntários, assim como próprios projetos sociais realizados pelas empresas para contribuição à sociedade ou marketing.

Liberdade de expressão e mídia

A liberdade de imprensa é uma questão sempre bastante discutida. Pode-se refletir, por exemplo, sobre os limites entre liberdade de expressão e respeito às diferenças ou respeito à verdade.

Consumo de álcool e droga por adolescentes

Por lei, o consumo de álcool é proibido por adolescentes. Entretanto, é crescente o uso não só de bebidas alcoólicas mas também de drogas lícitas e/ou ilícitas entre os jovens, como cigarro, maconha, cocaína, LSD. As razões e consequências desse ato podem servir como base para a discussão temática.

Limites entre humor e “bullying”

Os limites do humor é algo que tem chamado bastante atenção por causa de diversos processos contra comediantes do Brasil como Rafinha Bastos e Danilo Gentili, e o constante uso de discriminação das minorias para fazer piada. A responsabilidade social do comediante foi discutida no documentário de Pedro Arantes, “O riso dos outros”, encontrado no Youtube.

Desigualdade étnica e de gênero

O Brasil é um dos países com maior desigualdade do mundo e, entre muitos tipos de desigualdade, a étnica e a de gênero costumam ser as mais discutidas, assim como os preconceitos gerados por essa situação, respectivamente, racismo e machismo. Os direitos conquistados, as lutas e reivindicações e as políticas públicas são alguns pontos que merecem ser estudados para entender a causa e argumentar com clareza.

Gestão de resíduos urbanos

Em 2010, foi instituída a Política Nacional de Resíduos Sólidos. A gestão de resíduos ainda é um tema em alta devido à enorme quantidade de lixo produzido anualmente no Brasil. Coleta seletiva e logística reversa são alguns dos termos importantes de serem entendidos. Para conhecer mais sobre a lei e sua importância na sociedade, pode ser consultada a explicação no site do Ministério do Meio Ambiente.

Saúde pública

Problemas no Sistema Único de Saúde (SUS) como falta de médicos, atrasos, grandes filas de espera e falta de equipamentos são possíveis de serem tratados em uma dissertação.

Abuso em trotes universitários

Todo ano, vários casos de abuso em trotes universitários são noticiados.  O fator psicológico dos jovens recém-inseridos no ensino superior também é pauta nessa discussão.

Tráfico de drogas e violência urbana

A correlação entre o tráfico de drogas e a violência urbana, principalmente em favelas, é muito propício de discussão. Esse tema foi  abordado nos filmes Tropa de Elite (1 e 2) e é sempre mencionado quando se debate sobre Legalização da Maconha, já que o combate às drogas é um dos fatores que mais causam violência e conflito entre policiais e civis no Brasil.

Uso da água na economia brasileira

É indiscutível a importância da água em diversas atividades econômicas no Brasil como a agroindústria e a geração de energia elétrica através de hidrelétricas.

Saúde feminina na gravidez

A preocupação com a saúde da mulher durante a gravidez é um bom tema de redação, pois nele podemos tratar várias problemáticas presentes na sociedade brasileira, como a do aborto não legalizado.

Sustentabilidade nas empresas

O termo sustentabilidade está bastante em alta no Brasil com a crescente preocupação com o meio ambiente. Nesse contexto, as empresas precisam atuar coincidindo a busca por lucros com o cuidado ambiental. Políticas empresariais e marketing verde são os pontos de destaque nessa discussão.

Intolerância religiosa

A intolerância religiosa é grande tanto no Brasil como em outros países. Ao debater esse tema, precisamos lembrar da laicidade do Estado e do respeito aos diferentes tipos de crenças e rituais religiosos, podendo destacar, no caso do Brasil, o grande preconceito existente com religiões de origem africana.

Ativismo em redes sociais

Cada vez mais, as redes sociais têm sido usadas para estar em contato com a política e com movimentos sociais. Eventos são criados para marcar protestos, projetos de leis polêmicos facilmente viram virais e reivindicações têm sido feitas através de abaixo-assinado online. Essa nova forma de participação política e suas causas e consequências na sociedade é um bom tema de pesquisa e escrita.

A política e a politicagem

Os brasileiros estão cansados de tantas notícias desalentadoras advindas do meio político, envolto em escândalos quase  diários na gestão pública. Uma reforma política tem sido aventada como solução em médio prazo. A moralidade nos atos públicos, entretanto, tem sido o pleito mais urgente da população. Discutir possíveis soluções que possam resgatar a credibilidade nos políticos e nas instituições pode ser um excelente tema de Redação para este ano.

Você reconhece o valor semântico das preposições?

São várias as contribuições de significado das preposições como elos entre as fatias de enunciação de ideias de um texto de qualquer natureza.

Tirar o melhor proveito das construções frasais, às quais são imprescindíveis as preposições, é virtude de quem, como escritor, manipula bem os recursos de linguagem e, como leitor, reconhece com exatidão os possíveis sentidos conferidos pelas preposições.

Observe, no quadro abaixo, a título de exemplos, as contribuições semânticas das duas últimas preposições essenciais, as iniciadas pelas letras “s” e “t”:

sem Modo  Sem modos, a criança foi um tormento.
Condição Sem dedicação aos estudos, é melhor nem tentar.
Ausência Sonho sem idealismo é apenas ficção.
sob Lugar O tesouro está sob a ponte.
Causa Estude mais, sob o risco de não ser aprovado.
Proteção O réu esteve sob a guarda do Estado.
Sujeição O empregado acovardou-se sob as ameaças de demissão.
 sobre Lugar Deixei a pasta sobre a mesa.
Assunto Falar sobre futebol é o meu assunto preferido.
Especificação A minha comissão é de 10% sobre o preço de venda.
Preferência Gosto de ler sobre os demais passatempos.
 trás Posição Por trás do (locução prepositiva) palco, estarei lá.
Tempo Trás o (ou Depois do) seu discurso, imperou muita ansiedade.
Falsa aparência Trás o (ou Por trás do) seu sorriso, esconde-se um medo.

No livro Dissertação Nota Mil, do prof. Soares Elias, você encontra o quadro completo das possíveis relações de sentido das preposições.

Bons estudos!

Não confunda “ante” com “anti”

Esta é uma dúvida recorrente.

O melhor, por exemplo, é escrever “pomada ‘anti-inflamatória’ ou ‘anteinflamatória’?

Observe quando usar ante:

1. Como preposição, para indicar “diante de”, “perante”.

Exemplos: Ante a sua intolerância, não tive  alternativas. / O promotor compareceu ante a bancada governista.

2. Como prefixo, para expressar “anterioridade”, “anteposição”, “antevisão”.

Exemplos:  Antever situações adversas é responsabilidade do líder. / O anteprojeto está aprovado.

Quando usar anticomo prefixo, sugerindo contrariedade (antes de adjetivos).

Exemplos: A artilharia antiaérea foi decisiva na defesa da usina. / O movimento antirracista surtiu efeito.

Agora você já sabe: pomada só pode ser “anti-inflamatória”.

Olho vivo!

Como se escreve: à vista ou a vista?

Depende de cada caso.

Veja bem:

Como locução feminina, use à vista.

Exemplo 1: Comprei o celular à vista.

A vista (artigo a + substantivo vista) não pede o acento grave.

Exemplo 2: A vista do Cristo Redentor é incomparável.

Para não errar mais,  é sempre bom fazer sumárias análises sintáticas de tudo que se escreva a fim de perceber as sutilezas do texto e reconhecer o mais adequado emprego da ortografia conforme cada construção frasal.

Olho vivo!

Siga bons exemplos em 2016

De lixeiro a médico: brasiliense vence pobreza e se forma em medicina
Cícero Batista Pereira venceu a fome para se formar em medicina. Parte da conquista se deve aos livros emprestados de paradas de ônibus

 

O médico de 33 anos recebeu ontem o diploma de graduação: 'Sinto muito orgulho de ter chegado até aqui' (Breno Fortes/CB/D.A Press)
O médico de 33 anos recebeu ontem o diploma de graduação: “Sinto muito orgulho de ter chegado até aqui”

Das latas de lixo, o brasiliense Cícero Batista Pereira, 33 anos, recolhia as verduras e os livros. Com o que os outros descartavam, ele se alimentava e também cursou o ensino fundamental e desenvolveu o interesse pela ciência. Na adolescência, fez curso técnico em enfermagem e teve a certeza de que a área de saúde era o caminho dele. Para chegar até o diploma de medicina, recebido ontem, Cícero cruzou a W3 Norte incontáveis vezes. A cada parada de ônibus, vasculhou as prateleiras do projeto Biblioteca Popular, do Açougue Cultural, em busca de títulos que o ajudassem na preparação para o vestibular. O hábito se manteve na graduação.

O ex-catador, nove irmãos e a mãe moravam na Nova QNL, o Chaparral, entre Taguatinga e Ceilândia. Eles percorriam os contêineres de supermercados e verdurarias da cidade para abastecer a casa. No horário contrário ao das aulas, Cícero também vigiava carros em busca de trocados para colaborar com o sustento. “Se a gente não comia, não tinha como estudar”, lembra.

Um dia, Cícero encontrou uma câmera fotográfica Polaroid em meio a sacolas e restos de refeições. Curioso com o equipamento, levou-o para casa e, então, descobriu que gostava daquilo. “Naquela noite, peguei a lente e fiquei observando piolhos. Então, lembrei que tinha visto na escola que o piolho é um artrópode, assim como as aranhas. Isso estimulou a minha vontade de saber mais sobre ciência”, conta.

A partir das lições sobre animais, o rapaz se interessou pelos conhecimentos relacionados à saúde humana, em razão, inclusive, do histórico familiar. Como o pai morreu quando ele tinha 3 anos e a mãe era dependente alcoólica, coube a Cícero cuidar dos irmãos. “Eu era o curandeiro lá de casa. Pegávamos comida no lixo, e, por isso, tínhamos muita disenteria e doenças de pele. Aí, eu usava receitas caseiras e plantas para fazer remédio para os meus irmãos”, explica. A higienização dos alimentos era feita com limão. “A gente colocava tudo de molho, lavava bem, mas não resolvia totalmente o problema”, conta.

(Maryna Lacerda, Correio Braziliense, 7/6/14)

Quais as cinco competências observadas na redação do Enem?

Os professores avaliarão as seguintes competências em sua redação:

Competência 1: Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita.

Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento, para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Agora é com você!