Calma, nada de exageros em dissertações!

Lembre-se de que a linguagem do texto dissertativo deve ser impessoal e estar centrada no contexto.

Não deve, portanto, ser contaminada pela emoção ou sentimentalismo.

Não significa dizer que os posicionamentos críticos devam ser mornos, frouxos.

Muito pelo contrário, devem primar pela firmeza da linguagem (sem perder a elegância!), já que a lassidão só desmerece a argumentação e mina o poder de convencimento do texto.

Evite exageros como o do exemplo: Os políticos são uns canalhas que só se preocupam em locupletar-se. Papuda neles!

Correção: Há homens públicos que não merecem a representatividade delegada pelo povo quando buscam o enriquecimento ilícito. Justiça é o que se pede.

Olho vivo!

Se você desejar aprofundar o estudo, adquira os e-books de nossa autoria, campeões de venda na Amazon: Em Fortaleza, como livros impressos, você poderá encontrá-los nas livrarias Acadêmica (Shopping Aldeota), Saraiva (Shopping Iguatemi) e loja HBM (Shopping Avenida). Agora é treinar, treinar e… treinar!