Como buscar ideias para textos descritivos

Puramente descrever não é tão fácil quanto parece.

Observe, assim, as dicas que seguem:

Inicialmente, identifique o que deva ser descrito. Diferentes possibilidades poderão existir: descrever seres vivos, por exemplo, é muito diferente de descrever ambientes ou paisagens.

Lembre-se de que você pode descrever não apenas pelo que vê, mas também pelo que possa sentir diante do objeto da descrição. É uma dinâmica multissensorial.

Como descrever em textos de até 30 linhas?

Na introdução, reconheça o aspecto geral do que venha a ser descrito, considerando o que possa ser mais relevante do todo, ou seja, a primeira impressão, de forma real ou fictícia.

A seguir, nos parágrafos mediais, descreva as partes desse todo, de modo a permitir ao leitor captar harmoniosamente os detalhes de cada segmento.

Você pode, como sugestão, estabelecer a correlação de um parágrafo para cada parte ou conjunto de partes a serem descritas.

Não se esqueça de esclarecer ao leitor o critério usado por você no levantamento e na enunciação de cada segmento.

No parágrafo de conclusão, destaque o todo pelo seu aspecto mais relevante e emita uma apreciação final

Lembre-se de que, ao descrever, você deve estancar a evolução temporal do seu texto.

Assim, não deverá haver anterioridades nem posterioridades (mudanças de estado), motivo pelo qual sugerimos evitar o uso de expressões que sugiram o andamento do tempo, como depois, a seguir, no dia seguinte, ao entrar, subindo (descendo) e outras mais.

Agora treine, pois somente assim você sentirá as dificuldades da descrição.

Descreva, por exemplo, uma caneta esferográfica do tipo Bic em até 30 linhas.

Entregue o texto para a avaliação de quem entenda do assunto.

Bom trabalho!

Se você desejar aprofundar o estudo, adquira os e-books de nossa autoria, campeões de venda na Amazon: Em Fortaleza, como livros impressos, você poderá encontrá-los nas livrarias Acadêmica (Shopping Aldeota), Saraiva (Shopping Iguatemi) e loja HBM (Shopping Avenida). Agora é treinar, treinar e… treinar!