Saiba como descrever

Observe as dicas que seguem para a concepção de um texto descritivo de até 30 linhas:

  • Não deve haver progressão temporal (antes ou depois).
  • O texto não admite mudanças (transformações) de estado (pelo ter, ser, querer ou poder).
  • Todos os enunciados devem referir-se a ações simultâneas (“congeladas”), como que numa fotografia; não há, portanto, anterioridades nem posterioridades.
  • Invertendo-se a apresentação dos enunciados, não deve haver alteração na ordem cronológica.
  • Para bem descrever, é preciso selecionar os detalhes, reagrupá-los e analisá-los para permitir ao leitor a concepção de uma imagem, não uma cópia.
  • É preciso saber observar, ter imaginação e dispor de recursos e critérios de expressão.
  • A descrição de seres vivos pode ser física (objetiva) ou psicológica (subjetiva).
  • Para a descrição de objetos, ambientes, paisagens, cenas e subjetividades, todos os cinco sentidos humanos (audição, visão, olfato, tato e paladar) servem de estímulos de observação e podem ser harmoniosamente acionados.

Exemplo: Joana, a aluna mais aplicada da turma, esguia e sempre bem disposta, sentava-se logo na primeira fila de carteiras e ouvia atentamente o que os professores ensinavam. Mesmo com apenas doze anos de idade, já revelava surpreendente maturidade para a sua idade. Reservada, dificilmente esboçava alguma emoção. Durante o recreio, seus gestos eram suaves como se estivesse bailando em pleno corredor; a sua fala mansa acalmava-nos. Todos a admiravam, exceto Carol.

Aprofunde esse estudo com a leitura do nosso livro Redação para Vestibulares, Concursos e Enem, como e-book ou livro impresso (entregamos em todo o Brasil).

Bons estudos!

Se você desejar aprofundar o estudo, adquira os e-books de nossa autoria, campeões de venda na Amazon: Em Fortaleza, como livros impressos, você poderá encontrá-los nas livrarias Acadêmica (Shopping Aldeota), Saraiva (Shopping Iguatemi) e loja HBM (Shopping Avenida). Agora é treinar, treinar e… treinar!