Como dissertar com posicionamento desfavorável ao tema polêmico

Não concordar com alguma questão polêmica não significa fechar-se em seus conceitos.

Por isso, sugerimos considerar as opiniões contrárias à sua  no desenvolvimento do tema.

Sendo assim, você não cairá em radicalismos que muitas vezes são prejudiciais à avaliação de textos dissertativos dessa natureza.

Não se esqueça, entretanto, de defender com todo ardor os seus posicionamentos (sem descambar para os exageros) mercê do uso de linguagem retilínea, vigorosa e convincente.

O esboço sugerido para esses casos é o seguinte (para textos de até 30 linhas):

Introdução: breve contextualização (se for o caso) + apresentação da tese (o seu posicionamento crítico desfavorável à polêmica da questão) + plano de curso (como o texto será desenvolvido) + objetivo(s) do texto (se for o caso).

2º parágrafo: análise dos aspectos favoráveis à polêmica.

3º parágrafo: análise dos aspectos desfavoráveis à polêmica (com maior ênfase).

Conclusão: expressão inicial (facultativa) + confirmação da polêmica + reafirmação do posicionamento desfavorável em relação à polêmica + apresentação de soluções à situação-problema da questão (se for o caso)  + apreciação final.

Agora é com você!

Um desafio: se você, por exemplo, não concorda com a adoção da pena de morte no Brasil, disserte a respeito como treinamento!

Bom trabalho!

Se você desejar aprofundar o estudo, adquira os e-books de nossa autoria, campeões de venda na Amazon: Em Fortaleza, como livros impressos, você poderá encontrá-los nas livrarias Acadêmica (Shopping Aldeota), Saraiva (Shopping Iguatemi) e loja HBM (Shopping Avenida). Agora é treinar, treinar e… treinar!