Puxe pela memória!

Candidato seguro é aquele que está bem preparado, não apenas intelectual, mas psicologicamente também.

Um alerta: ninguém está livre de, apesar de  conhecer o assunto sobre o qual a questão de redação esteja relacionada, sentir dificuldade antes de escrever as primeiras linhas da Introdução.

Isso pode ser consequência de diversos fatores, dentre os quais a insegurança, o excesso de ansiedade e a tensão diante do pouco tempo disponível para a produção textual em ambiente de prova.

Pois bem, o que fazer então?

A primeira atitude recomendada  é manter a elegância e não começar a escrever imediatamente!

Respire fundo, dê um tempo para voltar à calma.

A seguir, concentre-se no tema!

Releia os textos de apoio e os enunciados  até sentir-se seguro(a) do que se está pedindo a você.

Não permita que a mente divague. 

Pense apenas no pedido da proposta e no como abordar a questão.

Lembre-se de que a banca de correção não estará esperando um tratado sobre este ou aquele assunto; basta, portanto, em casos de dissertação, que você tenha uma ideia formada sobre o que escrever (tese) e argumentos (na maioria das vezes dois já é o suficiente) que possam sustentá-la.

Procure levantar o que você sabe a respeito do assunto da questão de redação.

Lembre-se de que, hoje em dia, de uma forma ou de outra, todos temos sido informados pelos meios de comunicação sobre o que se passa mundo afora, mesmo que superficialmente.

Portanto, pensar que não se sabe nada, absolutamente nada a respeito de determinado assunto, é não querer puxar pela memória!

Treinar, treinar e treinar a produção textual é o segredo para ganhar desenvoltura e deixar de temer as questões de redação.

Agora é com você!

 

Se você desejar aprofundar o estudo, adquira os e-books de nossa autoria, campeões de venda na Amazon: Em Fortaleza, como livros impressos, você poderá encontrá-los nas livrarias Acadêmica (Shopping Aldeota), Saraiva (Shopping Iguatemi) e loja HBM (Shopping Avenida). Agora é treinar, treinar e… treinar!