Calma, você chega lá!

Não queira tornar-se bom(boa) escritor(a) da noite para o dia como que em passe de mágica.

A maturidade linguística estará a caminho em um processo que, para alguns, poderá parecer longo e penoso demais; para outros, nem tanto.

Encare cada deslize observado pelo professor como nova oportunidade de retificação da aprendizagem.

Não admita, entretanto, repetir os erros observados em trabalhos anteriores.

Seja paciente, mas não frouxo(a) na observância dos pontos que mereçam ser melhorados em sua redação.

Busque ser perfeccionista e rigoroso(a) no acatamento das correções sugeridas.

Não tolere comodismo nem admita desânimo.

Vá sempre em frente, perseguindo o texto Nota Mil!

Espelhe-se em candidatos que se deram bem em redações de concursos e exames.

Não tente copiá-los! Seja você mesmo(a), apenas se inspire neles.

Observe um bom exemplo de redação de até 30 linhas, a qual foi NOTA MIL no Enem de 2015, cujo tema foi o seguinte: A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira.

Desconstruindo ideologias: sob a égide da democracia

O preconceito contra o sexo feminino é um problema que assola o cotidiano pós-moderno, sendo inúmeras as formas por meio das quais tal discriminação se apresenta. Seja por meio da violência física, psicológica, sexual ou patrimonial, as mulheres têm sofrido nas mãos de agressores que veem no sexo feminino um elemento “frágil”, ideologia que é a completa  antítese das democracias contemporâneas, supostamente liberais e igualitárias. Nesse contexto, deve-se discutir a persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira.

Desde os primórdios da civilização, foi criado um estereótipo que  reservava às mulheres apenas as funções domésticas e de procriação, excluindo a possibilidade de seu ingresso nas esferas da política ou mesmo do   trabalho. Todavia, tal estereótipo vem sendo desconstruído, ao passo que as  mulheres conquistam mais espaço nas relações sociais, políticas e econômicas ao redor do mundo. Toma-se  como exemplo as lideranças políticas alemã, argentina e, principalmente, brasileira: hoje, tais cargos são exercidos por mulheres, realidade improvável há algumas décadas.

Todavia, ideologias preconceituosas e agressivas ainda são inerentes à sociedade brasileira, constituindo um entrave ao progresso da nação como um todo. Este quadro se torna evidente ao serem apresentados dados disponibilizados no site da revista “Istoé”: no  período de setembro de 2006 a  março de 2011, mais de 330 mil processos com base na Lei Maria da   Penha foram instaurados nos juizados e varas especializados. É no mínimo incoerente que, em pleno século XXI, junto a um cenário pautado pelas   ideias de igualdade e liberdade como base fundamental de toda e qualquer democracia, ainda existam milhares de mulheres sofrendo por agressões de natureza absolutamente injustificável.

Assim, é imprescindível que medidas sejam tomadas para a compleição de uma democracia justa e igualitária em sua plenitude. Desse modo, cabe ao Governo tornar mais rígida a legislação concernente ao bem-estar do sexo feminino, tomando as devidas providências quando algo estiver em  desacordo com o que prega a Lei; às escolas, cabe o dever de instruir as   gerações futuras quanto à igualdade entre os cidadãos de uma democracia, conscientizando-os do caráter absurdo presente em atos discriminatórios e agressivos. Por fim, lança-se um apelo às vítimas, ressaltando-se que a     denúncia é a forma mais eficiente de se combater o problema. Afinal, à guisa de Simone de Beauvoir, o opressor não seria tão forte se não encontrasse cúmplices entre os próprios oprimidos.

(Amanda Della Togna Torres,17 anos, Novo Horizonte, SP,  fonte: http://temas.folha.uol.com.br/enem-nota-mil, acesso em 15/5/16)

Se você desejar aprofundar o estudo, adquira os e-books de nossa autoria, campeões de venda na Amazon: Em Fortaleza, como livros impressos, você poderá encontrá-los nas livrarias Acadêmica (Shopping Aldeota), Saraiva (Shopping Iguatemi) e loja HBM (Shopping Avenida). Agora é treinar, treinar e… treinar!