Veja como refutar argumentos contrários.

Textos dissertativos refutatórios são os que procuram contradizer opiniões contrárias.

Refutar, por definição, significa negar, rejeitar, dar combate por meio de argumentos, ou seja, opor-se a pensamentos contrários.

Não equivale tão somente produzir um texto dissertativo-argumentativo na contramão do tema em discussão.

Mais do que isso, a abordagem deve ser diferenciada quando se pensa em vencer um posicionamento crítico contrário com o peso dos nossos argumentos.

Textos dessa natureza requerem acurada análise dos argumentos contrários antes de se montar a estratégia de contra-ataque.

O autor deve, logo, ter a perspicácia de reconhecer os pontos fortes e fracos da argumentação contrária como ponto de partida do seu planejamento.

Especialmente nesses casos, deve-se desenvolver a argumentação sempre de forma a fortalecer as suas convicções e a contrapor-se com autoridade, equilíbrio emocional e linguagem vigorosa, sem jamais cair em contradições.

Observe os dez mandamentos da boa refutação que J. Roberto Whitaker Penteado, professor e jornalista, autor de A Técnica da Comunicação Humana, publicado pela ed. Pioneira, sugere  para você refutar com eficácia:

  • conteste o argumento que lhe pareça ser o mais forte.
  • ataque os pontos fracos da argumentação contrária.
  • utilize a técnica de redução às últimas consequências, levando os argumentos contrários ao máximo de sua extensão.
  • verifique se o opositor apresentou evidência adequada ao argumento apresentado.
  • cite uma autoridade que tenha afirmado exatamente o contrário do que afirma o seu opositor.
  • aceite os fatos contrários, mas demonstre que foram mal empregados.
  • ataque a fonte na qual se basearam os argumentos contrários.
  • cite exemplos semelhantes que se contraponham aos argumentos contrários.
  • demonstre que a citação feita pelo opositor foi deturpada, com a omissão de palavras ou de toda a sentença que diria o contrário do que quis dizer o opositor.
  • analise cuidadosamente os argumentos contrários, dissecando-os para revelar as suas falsidades.

Sugerimos o seguinte esquema para textos de até 30 linhas:

Introdução: apresentação da opinião contrária à tese relacionada ao tema em discussão + contra-argumentação (argumentos que defendam o seu ponto de vista discordante, do mais forte para o mais fraco).

Parágrafos mediais:  desenvolvimento, mediante a reapresentação dos argumentos refutatórios na forma de teses de seus parágrafos + aplicação dos mandamentos da boa refutação.

Conclusão: retomada da tese de contra-argumentação + fortalecimento dos    contra-argumentos, com especial ênfase ao mais forte + apreciação final.

Para aprofundar os seus estudos, adquira os nossos livros REDAÇÃO PARA VESTIBULARES, CONCURSOS E ENEM e DISSERTAÇÃO NOTA MIL.

Em Fortaleza, como livros impressos, você poderá encontrá-los nos shoppings Avenida (loja HBM) e Aldeota (livraria Acadêmica).

Boa leitura!

 

Se você desejar aprofundar o estudo, adquira os e-books de nossa autoria, campeões de venda na Amazon: Em Fortaleza, como livros impressos, você poderá encontrá-los nas livrarias Acadêmica (Shopping Aldeota), Saraiva (Shopping Iguatemi) e loja HBM (Shopping Avenida). Agora é treinar, treinar e… treinar!