Não há espaço para “achismos” em dissertações

Em vestibulares, concursos e no Enem, como é do seu conhecimento, prevalecem as questões que pedem a produção de textos dissertativo-argumentativos.

Esteja, pois, bem seguro(a) do emprego das técnicas de redação adequadas a esse tipo de texto e pratique uma linguagem que induza o leitor a reconhecer o mérito dos seus posicionamentos e aceitá-los como procedentes.

Para chegar a esse nível de convencimento, você deverá emitir uma tese (opinião sobre determinado assunto), de forma concisa e defensável.

Não basta, entretanto, levantar uma tese. Ainda mais, você deverá sustentá-la com dois ou três argumentos (para textos de até 30 linhas) muito bem articulados e firmados por uma linha de raciocínio lógica e evidências comprobatórias do que você esteja afirmando ou negando (exemplos, fatos, dados estatísticos, citações).

Considere que a argumentação requer conhecimento do assunto sobre o qual se deva discorrer e  linguagem persuasiva.

Guarde isto: em dissertações, não há espaço para o achismo nem de opiniões mascaradas ou especulações infundadas.

Por conseguinte, quem argumenta deve estar bem seguro sobre o que irá escrever.

Não deixe de treinar, treinar e …treinar!

Para aprofundar o estudo, adquira os nossos livros REDAÇÃO PARA VESTIBULARES, CONCURSOS E ENEM e DISSERTAÇÃO NOTA MIL.

Boa leitura!

Se você desejar aprofundar o estudo, adquira os e-books de nossa autoria, campeões de venda na Amazon: Em Fortaleza, como livros impressos, você poderá encontrá-los nas livrarias Acadêmica (Shopping Aldeota), Saraiva (Shopping Iguatemi) e loja HBM (Shopping Avenida). Agora é treinar, treinar e… treinar!